Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

andar por fora ...

Há pequenos instantes de vida que preenchem o momento. O instante foge. Eternizam-se ou passam despercebidos. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.

27
Mar19

nuvens correndo (num rio) onde vão parar?

1_porto_março

 

Nuvens correndo num rio
Quem sabe onde vão parar?
Fantasma do meu navio
Não corras, vai devagar!

 

Vais por caminhos de bruma
Que são caminhos de olvido.
Não queiras, ó meu navio,
Ser um navio perdido.

 

Sonhos içados ao vento
Querem estrelas varejar!
Velas do meu pensamento
Aonde me quereis levar?

 

Não corras, ó meu navio
Navega mais devagar,
Que nuvens correndo em rio,
Quem sabe onde vão parar?

 

Que este destino em que venho
É uma troça tão triste;
Um navio que não tenho
Num rio que não existe.

 

Natália Correia

 

foto | Porto | março'19

30
Jan17

rio da minha vida

P1130372.JPG

 


Sinto no murmurar das águas
deste rio da minha vida,
onde navegávamos na mansidão do luar
e rejubilávamos na alegria da juventude,
as melodias da felicidade,
acariciadas pela brisa daquele tempo,
de palmeiras verdes de esperança,
onde as brumas da incerteza não existiam!

 

E agora, contemplando o caudal deste rio
ressequido por este tempo que se faz presente
sufoco o choro de lágrimas da nostalgia,
que me aperta o peito, na dor feita saudade!
E aqui estou, sentado, nas areias que margeiam
este rio cansado, pelas mágoas do seu percurso,
esperando nova brisa que me sopre forças,
para continuar a navegar neste leito seco
e chegar ao remanso da minha tranquilidade!

 

Anseio por novos rios, num tempo
que se faça fértil e de águas calmas,
navegue por entre campos floridos,
ao som melodioso dos chilreios
de aves encantadas,
de cores garridas da paixão,
ao encontro de um novo viver.

 

José Carlos Moutinho

 

foto | Rio Douro | outubro'12

30
Nov16

viagem pelo Douro

 

 

  

À noitinha
lançávamos a âncora para as nuvens
por proposta minha
ou encalhávamos o barco
nas areias
do Douro.
Enquanto as Dourodeias
vinham ao de cimo
brincar nos reflexos das águas
com olhos de limo,
cabelos de algas,
despenteios de espuma trazida do mar.

 

Eram ao mesmo tempo
mulheres, peixes, aves e frio
que nadavam no luar
e voavam no fundo do rio.


José Gomes Ferreira

 

 

 

♥ FOTOS | Cruzeiro Rio Douro | setembro'10 ♥

01
Jul16

o encontro dos rios [Sabor e Douro]

 


É na localidade de Foz do Sabor, no concelho de Torre de Moncorvo, que o rio Sabor se encontra com o rio Douro.
A sua praia fluvial é um agradável local com relvado e várias árvores que proporcionam uma sombra refrescante .
Nesta zona é comum petiscar-se uns estaladiços peixinhos do rio fritos e as tradicionais migas de peixe.

 

♥ fotos | Foz do Sabor| junho'16 ♥

03
Nov15

Entre o Sono e Sonho

IMG_0111.JPG

 

 

"Entre o sono e sonho, 

Entre mim e o que em mim
É o quem eu me suponho
Corre um rio sem fim.

 

Passou por outras margens,
Diversas mais além,
Naquelas várias viagens
Que todo o rio tem.

 

Chegou onde hoje habito
A casa que hoje sou.
Passa, se eu me medito;
Se desperto, passou.

 

E quem me sinto e morre
No que me liga a mim
Dorme onde o rio corre —
Esse rio sem fim."

 

Fernando Pessoa

 

♥ FOTO | Rio Homem - Gerês | setembro'15 ♥

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.