Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

andar por fora ...

Há pequenos instantes de vida que preenchem o momento. O instante foge. Eternizam-se ou passam despercebidos. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.

20
Out15

"Um poema geológico. A beleza absoluta."

Alto douro vinhateiro
 

IMG_4788.JPG

IMG_5271.JPG

 

 
"O Douro sublimado. O prodígio de uma paisagem que deixa de o ser à força de se desmedir. Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso da natureza. Socalcos que são passadas de homens titânicos a subir as encostas, volumes, cores e modulações que nenhum escultor, pintor ou músico podem traduzir, horizontes dilatados para além dos limiares plausíveis da visão. Um universo virginal, como se tivesse acabado de nascer, e já eterno pela harmonia, pela serenidade, pelo silêncio que nem o rio se atreve a quebrar, ora a sumir-se furtivo por detrás dos montes, ora pasmado lá no fundo a reflectir o seu próprio assombro. Um poema geológico. A beleza absoluta."
 
Miguel Torga

 

 

♥ FOTOS | Cidadelhe - Mesão Frio | agosto'15 ♥

11
Out15

Escala de cinza

1.JPG2.JPG

 

Cai chuva do céu cinzento

Que não tem razão de ser.
Até o meu pensamento
Tem chuva nele a escorrer.
 
Tenho uma grande tristeza
Acrescentada à que sinto.
Quero dizer-ma mas pesa
O quanto comigo minto.
 
Porque verdadeiramente
Não sei se estou triste ou não.
E a chuva cai levemente
(Porque Verlaine consente)
Dentro do meu coração.
 
Fernando Pessoa
 
♥ FOTOS | Cidadelhe - Mesão Frio | agosto'15 ♥

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.