Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

andar por fora ...

Há pequenos instantes de vida que preenchem o momento. O instante foge. Eternizam-se ou passam despercebidos. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.

11
Dez17

paisagens

DSC08991

 

O SAPO lançou o desafio ‘paisagens 2017’ que fiquei logo com vontade de participar, mas o tempo demorou um pouco a chegar, mas finalmente chegou. Aqui ficam algumas das paisagens que marcaram o meu dois mil e dezassete a andar por fora!

 

DSC02762

 

Lagoa Comprida, Serra da Estrela.

 

DSC02949

 

Piódão.

 

DSC03908

 

Praia d'el Rey, Óbidos. 

 

DSC03491

 

Alagoa, Vila Flor.

 

DSC04506

 

 Cabo Finisterra, Galiza.

 

DSC04707

 

Cascata de Ézaro, Galiza.

 

DSC04928

 

Ilhas Cies, Vigo.

 

DSC06130

 

Mykonos, Grécia.

 

DSC07452

 

Santorini, Grécia. 

 

DSC08643

 

Cala Pregonda, Menorca.

 

DSC09934

Belém, Lisboa.

 

fotos | 2017

06
Dez17

uma visita à capital

DSC09217

 

Foram três dias na Cidade das Sete Colinas. A viagem fez-se no intercidades que liga Guimarães a Santa Apolónia. 

 

DSC09154

 

Para alojameno escolhemos uma Guesthouse entre o Chiado e o Bairro Alto. 

 

DSC09510

 

   Na cidade dos contrastes partimos à descoberta com os nossos próprios pés.

 

DSC09313

 

 Bairro a bairro. Miradouro a miradouro. Elevador a elevador. Colina a colina. Café a café. Taberna a taberna.

 

DSC09542

 

Perdemo-nos nos seus becos e ruelas. 

 

DSC09287

 

Maravilhámo-nos com toda a história secular presente nos seus monumentos, museus e bairros genuínos.

 

DSC09712

 

Encontramos uma cidade cheia de luz e movimento. Turistas, muitos turistas. 

 

DSC09691

 

Nesta cidade lendária, ao virar em cada esquina, encontramos pontos de história e cultura. Igrejas, museus, elevadores, miradouros, castelos e uma lista interminável de locais a visitar.

 

DSC09728

 

Das sete colinas ao rio Tejo.

 

DSC09849

 

 Do fado à animação noturna.

 

DSC09420

 

 Da cidade iluminada com a luz do sol às ruas iluminadas com luzes de Natal.

 

DSC09669

  

Lisboa revelou-se uma grande surpresa.  

 

DSC09933

 

Em Belém nos despedimos da capital, com a promessa de lá voltar.

 

fotos | Lisboa | dezembro'17

06
Set17

uma visita à casa da Virgem Maria

DSC06351

 A Casa da Virgem Maria é um santuário localizado no monte Koressos a poucos quilómetros da cidade de Éfeso, na Turquia.

 

DSC06343

 

Diz-se que após a morte de Jesus Maria de Nazaré e os outros apóstolos foram perseguidos. Vivendo como fugitiva foi levada para este lugar por São João Evangelista e numa modesta casa de pedras terá vivido os últimos anos até à sua Assunção.
Por falta de evidências aceitáveis a Igreja Católica nunca confirmou a autenticidade da história, mas a visita de diversos papas ao santuário demonstra uma atitude positiva em relação ao local.

 

DSC06348

Foi através dos sonhos de uma monja alemã que a casa foi descoberta. Anne Catherine Emmerich, que viveu entre os anos de 1774-1824, sonhou com a casa sem nunca ter estado em Éfeso. Ela descreveu o sonho ao escritor Clemens Brentano que o publicou em livro. Graças aos diversos detalhes da casa descritos chegaram a um pequeno edifício em pedra construído numa montanha com vista para o mar Egeu. Após vários anos de estudo o Vaticano reconheceu que Maria viveu nesta casa mas não se sabe ao certo se ela morreu neste local.

 

DSC06320

 

Maria não vivia em Éfeso, mas na região rural nas redondezas... A residência de Maria estava num monte à esquerda da estrada que vinha de Jerusalém, a umas três horas e meia de Éfeso. Este monte se inclina abruptamente em direção a Éfeso; a cidade, conforme nos aproximamos dela pelo sudeste parece estar em terreno em elevação... Caminhos estreitos levam para o sul em direção a um morro no topo do qual está um platô desigual, a uma meia hora de viagem. 


Ana Catarina Emmerich

 

DSC06328

 A casa é uma réplica da que foi achada em ruínas.

 

DSC06324

Hoje é um local oficial de peregrinação, sendo a principal no dia 15 de agosto, a data na qual a maior parte do mundo cristão celebra a Assunção na Igreja Católica e a Dormição na Igreja Ortodoxa.

 

DSC06331

Na visita ao santuário existe costume dos fiéis acenderem velas...

 

DSC06363

 ...beberem a água das fontes que diz-se ter poderes milagrosos...

 

DSC06380

 ...e no "Muro dos Pedidos" deixarem mensagens e pedidos em pano ou papel .



fotos | Éfeso | agosto'17

05
Set17

um paraíso no mar Egeu

 

DSC06033

Mykonos, que significa "ilha branca" é a mais badalada ilha grega. É a ilha das festas e da boémia sendo a mais popular e cara das Cíclades.

 

DSC06128

Um dos pontos mais animados é o bairro Little Venice. A "pequena Veneza" é formada por casas do século XVI com varandas coloridas debruçadas sobre o mar. Lendas locais dizem que foram edificadas pelos piratas tendo em vista facilitar as descargas do carregamento.

 

DSC06183

Os famosos moinhos são o cartão postal da ilha. É uma fila de cinco moinhos desativados que se destacam na simplicidade da paisagem.

 

DSC06059

 Hora é a capital de Mykonos na qual fica o porto onde chegam os navios trazendo turistas do mundo inteiro.

 

IMG_0913

 

Uma cidade pitoresca com as suas casinhas brancas que abrigam áreas residenciais e de comércio, com destaque para as muitas lojas de luxo.

 

DSC06077

 Divididas por um labirinto de vielas estreitas que se destinavam a desorientar os piratas. Hoje são charmosas ruelas que encantam e fascinam todos os que por elas passam.

 

DSC06076

Em Mykonos existe a tradição de cada família ter a sua capela particular dependendo das suas possibilidades. Os gregos são cristãos ortodoxos e pela ilha são muitas as capelas que atestam a forte religiosidade dos seus habitantes.

 

DSC06214

Mykonos torna-se ainda mais encantador ao final da tarde com um por do sol arrebatador...

 

IMG_1001

...que atrai à beira da água multidões de turistas.

 

fotos | Mykonos | agosto'17

04
Set17

a doçura de não fazer nada

 

Ora bem... as férias de verão acabaram e que belas memórias se fizeram nestas últimas semanas. Foram muitos dias a andar por fora  cultivando a arte do "dolce far niente". Mas o conceito de não fazer nada é muito relativo.

 

DSC05911

 Começaram na pacatez do Douro na Quinta da Terrincha.

 

DSC06783

 Seguiu-se um cruzeiro a bordo do Celestyal Olympia...

 

DSC06489

 ...e uma maratona de excursões por algumas ilhas gregas e terras turcas.

 

DSC07608

Ainda deu tempo de conhecer um pouco de Atenas.

 

DSC08808

  E para finalizar nada melhor do que a praia Son Bou de Menorca para um bom descanso entre banhos de sol e mergulhos no mar.

 

Para o ano há mais... agora que venha o recomeço!

 

fotos | férias verão 2017 | agosto'17

23
Jun17

o lugar onde a terra acaba

DSC04455

 

Para muitos peregrinos a Catedral de Santiago de  Compostela não é o destino final, para eles o fim do caminho encontra-se num dos lugares mais místicos da Antiguidade. A cerca de 90 kms a oeste de Santiago, na enigmática Costa da Morte, o fim da terra galega é também o final do Caminho de Santiago. Finisterra é um território onde se deve chegar para fazer o regresso.

 

 

DSC04556

 

 Na Idade Média era considerada a ponta mais ocidental da Europa, o fim do mundo.

 

 

DSC04520

  

O "Finies Terrae" do Império Romano. A Terra da Juventude dos Celtas.

 

 

DSC04568.JPG

 

Magnificas paisagens de mar e terra que se não fosse o panorama negro que dela se avizinha e seriam imagens de um paraíso.

 

 

DSC04616.JPG

 

 Escultura de Peregrino Medieval no inicio do caminho que une Fisterra e o Cabo Finisterra. Caminhar da aldeia até ao Farol é uma tradição dos peregrinos de Santiago, mas também muito usual para muitos turistas que por lá passam.

 

 

DSC04489.JPG

 

O Farol de Fisterra.

 

 

DSC04500.JPG

 donde el silencio esconde algo más que palabras

 

 

DSC04507.JPG

 

A Bota do Peregrino.

 

 

DSC04579.JPG

 

 O Cruzeiro.

 

 

DSC04472.JPG

 

Marco que assinala o quilómetro 0 do Caminho de Santiago.

 

 

DSC04620.JPG

 

 Soberbas vistas sobre a Costa da Morte.

 

 

DSC04519.JPG

 

 É provavelmente o Cabo mais visitado da Europa e o mais próximo da América.

 

 

DSC04561

 

  Pela tradição o peregrino devia queimar algo que usou na sua caminhada como ritual de purificação e renascimento.

 

 

DSC04496

 

Nos dias de hoje é um ritual oficialmente proibido, embora ainda seja cumprido por alguns. Muitos peregrinos deixam lá alguns de seus pertences como roupas, calçado, ou algo significativo, como forma de desapego, purificação e renovação.

 

fotos | Cabo Finisterra | junho'17

07
Jun17

Miró no Porto

 

1

 

Mais importante do que a obra de arte propriamente dita é o que ela vai gerar. A arte pode morrer; um quadro desaparecer. O que conta é a semente. 


Joan Miró

 

 

DSC04384

 

 A Fundação de Serralves mostrou pela primeira vez ao público as obras de Joan Miró propriedade do Estado Português. A exposição "Joan Miró: Materialidade e Metamorfose" encerrou ao público no passado domingo, no último dia da edição Serralves em Festa de 2017.

 

 

DSC04316

 

Esta coleção com cerca de 80 trabalhos percorre seis décadas da sua carreira (de 1924 a 1981) identificando a natureza física dos suportes e a elaboração dos materiais como fundamentos da obra plástica de Miró.

 

 

DSC04313

 

A arte de Miró emergiu com o movimento surrealista, uma das principais influências do século XX, que foi por excelência a corrente artística moderna da representação do irracional e do subconsciente.

 

 

DSC04391

 

A mostra, que percorre o rés-do-chão e o primeiro andar da Casa de Serralves, é composta por:

 

 

DSC04333

 

desenhos e outras obras sobre papel,

 

 

DSC04345

 

  diversas pinturas em suportes distintos,

 

 

DSC04326

 

trabalhos em tapeçarias e escultura,

 

 

DSC04339

 

outros realizados com colagens,

 

 

DSC04330

DSC04389

 

uma obra da série “Telas queimadas”,

 

 

DSC04397

 

e pinturas murais.

 

 

DSC04355

 

Uma exposição muito cativante que permitiu a um diversificado público um maior conhecimento da obra de um dos maiores artistas ibéricos.

 

 

DSC04361

 

Um mito compreendido no abstrato sonhador mais rendido.

 

fotos | Exposição "Joan Miró: Materialidade e Metamorfose" - Casa de Serralves | junho'17

01
Jan17

acreditar e seguir

1054.JPG

 

 

Nenhuma queima de fogos promete um futuro iluminado. Nenhum ponteiro marcando meia-noite transforma quereres em realidade. Nenhum ano novo garante uma nova vida. Se o coração deseja mudanças é preciso trocar mais que o calendário. É preciso abandonar medos e encarar desafios. Driblar velhos hábitos e arriscar novos voos. Deixar de esperar que os próximos meses surpreendam e surpreender a si mesmo. Acreditar e seguir. Sonhar e ousar...


Yohana Sanfer

 

Feliz 2017!!!

 

foto | julho'11

31
Dez16

daqui a pouco o ano termina

IMG_1224.JPG

 

Daqui a pouco o ano termina. Com a ida dele, chega a expectativa. O desejo de fazer diferente, a vontade de modificar o que não está legal, a ânsia de crescer e abraçar todos os planos do mundo. Finais de ano servem de balanço, de balança. A gente vai e vem, o pensamento viaja, o coração faz retrospectiva, a memória guarda o que foi bom e tenta passar a perna na parte amarga.

Clarissa Corrêa

 

foto | serra da estrela | março'16

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.