Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andar por fora

"Há pequenos instantes na vida que preenchem o momento. É preciso recomeçar a viagem. Sempre!"

☆As melhores memórias tem sempre uma viagem!☆
06 de Maio, 2022

o cenário de uma história de amor

sonia goncalves

1

Jardins da Quinta das Lágrimas - Fonte dos Amores

(Contra-romance de Inês e Pedro)

Meu nome é Pedro. E fui teu rei.
Teu nome Inês. E foste minha.

Como Inês sobre a pedra estavas nua
e o meu punhal eu o enterrei
no coração da lua.

Como Inês só depois foste rainha.

Manuel Alegre

 

 

 

 Foi a pedido da Rainha Santa Isabel que se fez um canal para levar a água, das duas nascentes, desde a quinta até ao Mosteiro de Santa Clara.

 

 

Mais tarde uma das nascentes passou a ser conhecida por “Fonte dos Amores” e o canal por
“Cano dos Amores”.

 


Segundo a lenda no local onde Inês foi morta, brotou uma fonte cujas águas têm origem nas suas lágrimas e o sangue do seu corpo manchou para sempre as pedras da fonte. Ainda hoje, na Fonte das Lágrimas, vê-se umas manchas de algas avermelhadas na rocha.

DSC08180

 

As filhas do Mondego a morte escura
Longo tempo chorando memoraram,
E, por memória eterna, em fonte pura
As lágrimas choradas transformaram;
O nome lhe puseram, que inda dura,
Dos amores de Inês que ali passaram.
Vede que fresca fonte rega as flores,
Que lágrimas são a água, e o nome amores.

in Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões