Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andar por fora

Há pequenos instantes na vida que preenchem o momento. É preciso recomeçar a viagem. Sempre!

Há pequenos instantes na vida que preenchem o momento. É preciso recomeçar a viagem. Sempre!

andar por fora

02
Mar12

O diabo e a diaba

sonia'g

Os “Diabos de Amarante”.

 

 

 

 

Reza a história que até ao ano de 1809 na Sacristia do Convento Dominicano de São Gonçalo havia um casal de mafarricos oriundos do Averno que, apesar da sua origem, granjeavam de larga simpatia por parte dos monges. Durante as invasões francesas, desse ano, os soldados do General Loison queimaram o "Casal de Diabos". Quando os franceses foram expulsos os frades dominicanos desgostosos rapidamente procuraram substitui-los encarregando o artífice António Ferreira de Carvalho de tal tarefa. O resultado final foi de tal modo satisfatório que o mestre entalhador passou a ser conhecido pela alcunha de Ferreira dos Diabos. Ambos escuros como breu, de tamanho próximo ao natural, sentados sobre uma pequena base e ostentando nas cabeças um par de cornos definidores da sua proveniência e das suas intenções.
A quando uma visita do Rei D. Pedro V a Amarante foram por ele expulsos do local dos seus primogénitos passando a deambular pelo claustro. No ano de 1870 o Arcebispo de Braga soube da existência de um casal de diabos num dos seus templos e logo ordenou que fossem queimados. Porém o Prior do Convento inconformado entregou-os à Câmara ficando por um canto qualquer do Convento até despertar interesse de um cavalheiro inglês durante a visita ao templo que os levou para Londres onde fizeram grande furor passando a figurar em várias exposições.
Não conformados com a forçada emigração dos seu Diabos os amarantinos clamavam pela sua restituição, até que um dia o então Ministro dos Negócios Estrangeiros conseguiu que devolvessem o casal de mafarricos para delírio nos amarantinos.
No dia 24 de Agosto, dia em que "o Diabo anda à solta", é realizado um cortejo, "a procissão dos diabos", celebrando o regresso do diabo e da diaba de Amarante.

Hoje podem-se contemplar os “Diabos de Amarante” no Museu de Amadeo Souza Cardoso.

 

Ler a história completa dos diabos de Amarante aqui.

 

 

FOTOS_____

Amarante

Fevereiro '12

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub