Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

o poema do retorno

praia d'el rey_abril17_10

 

Não se deve dormir

no meio do deserto

esquecendo o deserto

por causa do deserto.

Quem pensa em libertar

a fonte do rochedo

não trairá o que

não ousa dizer ainda:

a água viva desejada

com o ardor da areia,

e o deserto em que o homem

avança ao seu encontro;

a sede e o movimento

da sede para a água,

o duro caminhar

do fogo no deserto.

 

Claude Vigée

 

foto | Praia d'el Rey | abril17
texto | in " Voz Consoante - Traduções de Poesia" de António Ramos Rosa - Quasi Edições | 2006