Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

fado do acaso

DSC03850

 



Não é o sonho que comanda a vida,
mas antes o acaso, o implacável
acaso que determina
uma a uma as etapas da corrida,
tão estranha como formidável,
que vai escrevendo a nossa sina.

 

Não há azar, nem sorte, nem destino,
tudo é fruto do acaso
e ninguém traz desde menino
marcado o prazo
até quando há-de viver
e há-de morrer.

 

Um fado que não se canta,
por arranhar a garganta.

 

Torquato da Luz

 

foto | Óbidos | abril'17