Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

do meio da rua

 

Guimarães fevereiro'17 (3)

 

Do meio da rua
(Que é, aliás, o infinito)
Um pregão flutua,
Música num grito...


Como se no braço
Me tocasse alguém
Viro-me num espaço
Que o espaço não tem.


Outrora em criança
O mesmo pregão...
Não lembres... Descansa,
Dorme, coração!...

 

Fernando Pessoa

 

foto| Guimarães | fevereiro'17
texto | Pessoa e Pessoas de Pessoa- EXINOV Editora | 2010

1 comentário

Comentar post