Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

dentro de uma casa vazia

fotos  Acrópole de Atenas  agosto'17_5

 


Poema nenhum, nunca mais,
será um acontecimento:
escrevemos cada vez mais
para um mundo cada vez menos,

 

para esse público dos ermos
composto apenas de nós mesmos,

 

uns joões batistas a pregar
para as dobras de suas túnicas
seu deserto particular,

 

ou cães latindo, noite e dia,
dentro de uma casa vazia.

 

Alberto da Cunha Melo

 

foto | Acrópole de Atenas | agosto'17