Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

amigos em todo o mundo

0319.JPG

 

  

O meu amigo cabo-verdiano, 

o que das suas ilhas não se move,

nas suas ilhas secas passa o ano

a namorar as nuvens... mas não chove.

 

E há Tanta água que ele vê e ouve!

Mas é água salgada do oceano...

porque às nuvens que vê pouco as comove

o meu amigo cabo-verdiano.

 

Não chove... Mas nem seca nem calor

vencem o triste e bom trabalhador

que tanta vez semeia o milho e o perde.

 

Queiram, amigos, onde quer que morem,

que o vento leve as nuvens e elas chorem

no arquipélago de cabo Verde!

 

Leonel Neves

 

♥ FOTO | Ilha da Boavista | agosto'10 ♥