Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

um lugar único

0.JPG

 

Aquele que é maior centro do turismo religioso em Portugal, o Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, é um lugar único. Fátima não se explica... sente-se.

 

 

 

Um lugar simplesmente mágico.
Um lugar de fé e esperança.
Um lugal de acreditar e confiar.
Um lugar repleto de energia positiva e emoção.
Um lugar de culto e contemplação.
Um lugar de peregrinação e de encontro de culturas.
Um lugar de silêncio e de escuta.
Um lugar que irradia luz e paz.
Um lugar de Portugal com o mundo a seus pés.

 

 


Crê para entender e entende para crer.

 

 


Não queiras entender para crer; crê para que possas entender. Se não crês, não entenderás.

 

1.JPG

 

A fé não se vê, sente-se, mas não se explica... 

 

 ♥ fotos | Fátima | agosto'16 ♥

 

contemplar [pinheiro manso]

IMG_3260.JPG

 

À tua porta há um pinheiro manso
De cabeça pendida, a meditar,
Amor! Sou eu, talvez, a contemplar
Os doces sete palmos do descanso.

Sou eu que para ti atiro e lanço,
Como um grito, meus ramos pelo ar,
Sou eu que estendo os braços a chamar
Meu sonho que se esvai e não alcanço.

Eu que do sol filtro os ruivos brilhos
Sobre as louras cabeças dos teus filhos
Quando o meio-dia tomba sobre a serra...

E, à noite, a sua voz dolente e vaga
É o soluço da minha alma em chaga:
Raiz morta de sede sob a terra!

Florbela Espanca

 

 ♥ foto | Caminha | julho'16 ♥

mocidade

IMG_3672.JPG

 

A mocidade esplêndida, vibrante,
Ardente, extraordinária, audaciosa.
Que vê num cardo a folha duma rosa,
Na gota de água o brilho dum diamante;

Essa que fez de mim Judeu Errante
Do espírito, a torrente caudalosa,
Dos vendavais irmã tempestuosa,
- Trago-a em mim vermelha, triunfante!

No meu sangue rubis correm dispersos:
- Chamas subindo ao alto nos meus versos,
Papoilas nos meus lábios a florir!

Ama-me doida, estonteadoramente,
O meu Amor! que o coração da gente
É tão pequeno... e a vida, água a fugir...

Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"

 

  ♥ foto | Guimarães |  julho'16 ♥

flor, sê-me flor

IMG_2928.JPG

 

A flor que és, não a que dás, eu quero.

Porque me negas o que te não peço.
Tempo há para negares
Depois de teres dado. 


Flor, sê-me flor! Se te colher avaro
A mão da infausta esfinge, tu perene
Sombra errarás absurda,
Buscando o que não deste. 

 

Ricardo Reis

♥ foto | Alagoa | junho'16 ♥

o que foi já não volta

IMG_29342.jpg

 


O errado é olhar o ontem com os olhos de hoje,
querer que as coisas voltem a ser iguais
quando você já não é o mesmo,
como se fosse possível reciclar os suspiros
ou dar um mesmo beijo pela segunda vez.
Os mudos não gritam, os surdos não ouvem a música,
com as letras que se escreve tarde
você não pode escrever agora,
o amor que foi, esse já nunca volta.

 

♥ foto | Alagoa | junho'16 ♥

Pág. 1/2