Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

Dia extra

29º dia de Fevereiro: Dia a celebrar de 4 em 4 anos.

 

 

 

Hoje é o dia extra deste ano bissexto de 2012. No calendário gregoriano a cada 4 anos é incluído um dia extra adicionado no mês de Fevereiro que passa a ter 29 dias, o que acontece pelo facto do calendário anual convencional possuir uma pequena diferença em relação ao do ano solar, o primeiro dura 365 dias e o segundo 365,25 dias, o que significa que a diferença é um quarto de um dia, logo a cada quatro anos existe a diferença de um dia, é justamente esse dia que caracteriza o ano bissexto. O próximo será em 2016.

 

 

Ruela histórica

Um caminho cheio de encanto em Amarante.

 

 

 

 

 

 

  

 

Quem ao longe olha parece um escadario mas não, é uma bonita ruela cheia de história e de encanto. O caminho entre os conventos de Santa Clara e de S. Gonçalo, com passagem pela Igreja de S. Domingos é um percurso imperdível numa visita à cidade de Amarante.

 

 

FOTOS_____

Amarante

Fevereiro '12

Invasão francesa

Defesa da Ponte de Amarante

 

 

 

 

 

No início do Século XIX, Napoleão Bonaparte tenta invadir Portugal e sobre Amarante passaram também estas invasões francesas, sendo palco do episódio da Defesa da Ponte de Amarante, um dos episódios mais marcantes da Segunda Invasão Francesa. De 18 de Abril a 2 de Maio de 1809, um exército formado por unidades das tropas regulares recentemente reorganizadas, por regimentos de milícias, muitas ordenanças e civis voluntários, com grandes deficiências em armamento e equipamentos, com falta de oficiais e pouca instrução, sob comando do brigadeiro Silveira, imobilizou parte importante das forças de Soult ao longo da linha do Tâmega. A sua acção ajudou a manter o isolamento daquelas forças francesas que, assim, ficaram impossibilitadas de contactar com outras forças da mesma nacionalidade localizadas em Espanha. Além disto, permitiu ganhar tempo para organizar o exército anglo-luso que iria expulsar os franceses de Portugal.

 

 

FOTOS_____

Amarante

Fevereiro '12

 

Via Romana

Ponte de São Gonçalo sobre o Rio Tâmega, em Amarante.

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta ponte de granito de origem barroca foi outrora uma importante via Romana ligando Amarante a Guimarães e Braga. Uma anterior estrutura que dataria de 1250, com um cruzeiro a meio, desmoronou-se em 1763 devido a uma cheia do rio Tâmega. Este acontecimento histórico deu-se a 10 de Fevereiro de 1763 e uma hora antes da derrocada retiraram o cruzeiro também chamado Senhor da Boa Passagem que mais tarde foi colocado na janela de um recanto da Igreja de São Gonçalo para proteger o trânsito e todos aqueles que nela circulam. Os varandins circulares do tabuleiro da ponte convidam a uma breve paragem para  apreciar o calmo fluir do rio Tâmega e observar a paisagem.

 

  

FOTOS_____

Amarante

Fevereiro '12

Azulejos que falam #3

Fonte na Praça da República, Amarante.
 
 
Fonte do Séc. XX., considerada Monumento Nacional, localiza-se junto à fachada principal da igreja do convento de São Gonçalo, confrontando com o terreiro do convento.

 

FOTOS_____

Amarante

Fevereiro '12

Rio Tâmega

Águas que correm no coração de Amarante.

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O rio Tâmega corre no coração de Amarante e envolve a cidade numa especial beleza natural. Nasce em Espanha na Sierra de San Mamede e desagua no Rio Douro em Entre-os-Rios. Ocasionalmente transbordou das margens e alagou várias ruas da cidade, sendo várias as lápides que registam as memórias das cheias provocadas pelas subidas deste rio que por vezes é impetuoso.

 

 

FOTOS_____

Amarante

Fevereiro '12

 

A princesa do Tâmega...

...Amarante: perfeita comunhão entre a tradição, a natureza e o religioso.

 

 

 

Amarante terra de... 

 

...de água,

 

 

 

 

...de S. Gonçalo,

 

 

 

 

...de rio Tâmega,

 

 

 

...de romarias,

 

 

 

 

...de monumentos,

 

 

 

 

...de artistas,

(destacam-se, entre outros, nomes como Teixeira de Pascoaes,

Agustina Bessa-Luís e Amadeo Souza Cardoso)

 

 

 

 

...de doçaria conventual,

 

 

 

 

...de serras no horizonte,

 

 

 

 

...de natureza,

 

 

 

 ...de história e de histórias...

 

 

FOTOS_____

Amarante

Fevereiro '12

Fuga à cidade

Monte, Funchal.

 

 

 

 

 

A Igreja da Nossa Senhora do Monte foi inaugurada em 1818 para substituir uma capela do séc. XV construída por Aldão Ferreira (a primeira pessoa nascida na Madeira - com a sua irmã gémea, Eva). A igreja alberga o túmulo do Imperador Carlos I da Áustria.

 

 

 

 

Os carros de cesto da Madeira são guiados por Carreiros trajados a rigor durante os 2 km que separam Monte de Livramento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Monte desenvolveu-se no final do séc. XVIII como retiro elegante e saudável do calor, dos cheiros e do barulho da actividade comercial da capital. Os subúrbios do Funchal espalham agora os seus tentáculos até ao Monte, mas ainda dá a sensação de fuga à cidade e de entrar num mundo à parte. O ar fresco e puro enche-se com o chilrear dos pássaros. Poucos carros entram nas ruas de pedra e há jardins por todo o lado - o mais luxuriante é o Jardim Tropical do Monte Palace.

(textos tirados do Guia American Express Top 10 Madeira)

 

FOTOS_________

Ilha da Madeira

Março '11 

 

Cidade de aromas e cores

Funchal, Ilha da Madeira.

 

 

 

 

 

 

  

 

  

  

 

 

Fundado em 1425, o Funchal recebeu o estatuto de cidade em 1508. Muitos dos seus mais belos edifícios históricos ainda estão intactos, apesar do fogo, da pirataria e dos terramotos. O seu 5.º centenário foi celebrado em 2008. A capital da Madeira recebeu o nome de Funchal devido aos funchos selvagens encontrados em abundância pelos primeiros colonos. Fica na costa sul da ilha, num anfiteatro natural, rodeada por penhascos a este e a oeste e íngremes montanhas verdes a norte. As suas ruas estão pavimentadas com basalto e ladeadas por jacarandás de flores azuis. Diversos parques públicos e jardins privados fazem com que seja uma cidade de aromas e cores inebriantes, onde a arquitectura e a natureza estão deliciosamente combinadas.

(texto tirado do Guia American Express Top 10 Madeira)

 

FOTOS_________

Ilha da Madeira

Março '11

Pág. 1/3