Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

andar por fora

à descoberta da plenitude de um instante eternizando o momento que passa

México Espectacular

Espectáculo nocturno do Xcaret que retrata a história do México.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No final do dia o Xcaret exibe um belo espectáculo que atrai, além de turistas, mexicanos de vários pontos do país. Com capacidade para 600 pessoas, o teatro Gran Tlachco recebe todas as noites mais de 300 actores, músicos, cantores e bailarinos que, em duas horas, enredam o público na história do México e nas suas manifestações culturais ao longo de milénios.

A representação está dividida em duas partes, a primeira sobre as civilizações pré-colombianas  e a segunda sobre o povo mexicano depois da chegada dos espanhóis. O espectáculo inicia-se na escuridão, apenas iluminado com o brilho de centenas de velas espalhadas pela plateia, as quais são oferecidas aos espectadores na entrada para o teatro.

Na primeira parte  há várias demostrações de rituais de paz e de confronto, da chegada dos espanhóis a terras americanas, do ambiente de tensão entre as duas civilizações, sempre com música envolvente e pouca iluminação. 

Depois do intervalo o cenário abre-se com mais luminosidade e representa, essencialmente, as tradições de cada província do México, através da música, da dança e de outros costumes.

Entre os pontos altos da noite está a exibição dos homens-pássaro, presos pelos pés a cordas no cimo de um poste, os chamados voadores de Papantla precipitam-se de cabeça para baixo em manobras acrobáticas e círculos no ar, recriando um antigo ritual pré-hispânico, e o jogo de pelota que remonta a 3500 anos e é considerado o antecedente do futebol, com a diferença que em vez dos pés os jogadores usavam as ancas para atirar a bola, sendo que num dos jogos é utilizada uma bola de fogo.